Parque Florestal Rio Vermelho

Florianópolis
SC

Parque Florestal Rio Vermelho

Parque na Orla do Mar/na Beira do RioFlorestas/Plantas NativasEcoturismo/Caminhada pela NaturezaTransporte AquaviárioCampingLocal para Observação do Nascer/Pôr do SolLocal para Observação de Estrelas

Visão geral

Sem votos

O Parque Estadual do Rio Vermelho (PAERVE) foi criado pelo Decreto nº 308 de 24 de maio de 2007 e está localizado na costa leste da Ilha de Santa Catarina, no município de Florianópolis, Estado de Santa Catarina. Seus limites são o distrito de São João do Rio Vermelho ao norte, a Lagoa da Conceição ao oeste, a praia de Moçambique ao leste e o distrito da Barra da Lagoa ao sul.
Oparque foi criado com o objetivo de conservar amostras de Floresta Ombrófila Densa (Mata Atlântica), conservar a vegetação de restinga, conservar a fauna associada ao domínio da Mata Atlântica, manter o equilíbrio do complexo hídrico da região, propiciar ações de recuperação dos ecossistemas alterados e proporcionar a realização de pesquisas científicas e a visitação pública.
A área do parque é de 1.532 hectares e atualmente é composta por 11% de Floresta Ombrófila Densa (“Mata Atlântica), encontrada no Morro dos Macacos, 54% de restinga com diferentes alturas e composição de espécies e por 35% de ecossistemas alterados devido o plantio e a invasão de pinheiros e eucaliptos.
Em 1962 a área do parque foi definida como uma Estação Florestal com o objetivo de experimentação e identificação das espécies mais aptas a crescer e proteger a orla marítima do Estado, visando principalmente a fixação de dunas, mas também disponibilizar uma área verde para a população. Durante 12 anos foram plantadas diversas espécies de Pinus (pinheiro-americano) e Eucalyptus oriundos de diversas partes do mundo, dentre outras espécies exóticas, como a casuarina e acácias.
Hoje se sabe que as espécies exóticas plantadas no Parque Estadual do Rio Vermelho, com menor ou maior grau, são espécies invasoras, destacando-se os efeitos danosos do Pinus (pinheiro-americano). Estão sendo realizados estudos no parque que visam levantar informações para a sua restauração ambiental. Ao final destes estudos será feita a venda e a retirada da madeira comercial de Pinus e Eucalyptus, assim como a retirada de todas as espécies exóticas do parque, como prevê o Sistema Nacional de Unidades de Conservação – SNUC (Lei n° 9.985/2000).
A região do PAERVE abriga em seu subsolo o aqüífero Ingleses-Rio Vermelho, responsável pelo abastecimento de água do norte da Ilha de Santa Catarina. Por esta razão, a conservação do parque contribui para que a recarga de água do aqüífero ocorra sem qualquer impedimento e esteja livre de contaminantes.
Em pesquisa recente realizada no parque foram registradas 169 espécies vegetais nativas, pertencentes a três tipos de restinga – herbácea (66 espécies), arbustiva (14 espécies) e arbórea (100 espécies). Há uma espécie de planta encontrada na área do PAERVE, que foi descoberta em 1964 e até hoje não foi encontrada em nenhum outro lugar do mundo - trata-se da Mimosa catharinensis Burkart, um arbusto trepador com presença de espinhos.
No parque foi registrada a ocorrência de 106 espécies de aves silvestres e 15 espécies de répteis, sendo um deles o lagartinho-da-praia (Liolaemus occipitalis), uma espécie rara, ameaçada de extinção que vive somente nas dunas do litoral de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul.
Existem atualmente 25 espécies de mamíferos na Ilha de Santa Catarina e existe a possibilidade de que praticamente todas elas sejam encontradas no PAERVE devido à grande variedade de ambientes. Em pesquisa recente no parque, realizada por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina, foram vistas pegadas de gambá (Didelphis aurita) e de cachorro-do-mato (Cerdocyon thous). O macaco-prego (Cebus nigritus) é encontrado no parque e dá nome ao Morro dos Macacos.
Além da importância ambiental o parque possui relevância cultural e histórica. Um dos sambaquis mais antigos da Ilha de Santa Catarina, datado de 5.020 anos antes do presente, está localizado dentro do parque. O Distrito de São João do Rio Vermelho, localizado no limite norte do parque, é um dos mais antigos de Florianópolis, sendo criado oficialmente em 1831

Location:

Javascript is required to view this map.

Comentários

Enviar novo comentário

  • Tags HTML não são permitidas
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.

Connections

Compare related sites, explore the related maps, find out about volunteering, how to get here and more. Soon, you will find ways to share this map here, too.

Getting Here

Every site using the same primary Icon on Open Green Map is automatically linked here. You can compare different approaches and solutions on this map and others around the world.
Related Sites Worldwide
Choose a connections category from the list on the left.

Multimedia

Parque Florestal Rio Vermelho

added by ECODESIGN UNISUL

flag

add photo, video, PDF

Impacts

No impacts have been left for this site yet - be the first!

Enviar novo comentário

  • Tags HTML não são permitidas
  • Linhas e parágrafos quebram automaticamente.

Mais informações sobre opções de formatação

Image CAPTCHA
Enter the characters shown in the image.
Donate to GreenMaps